ATAQUE: NA GUERRA PARA AUMENTAR ALÍQUOTA DO SERVIDOR, DUQUE CUTUCA ALIADOS E MPPE

 

Duque

Mais uma vez, o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), defendeu o Projeto de Lei 043/2013 que aumenta a alíquota da previdência para o servidor público, e mandou um recado direto para o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que vai convocar o gestor do Instituto de Previdência (IPPST), na próxima terça-feira (22),  e recomendar o não fatiamento de salários de mais de 600 inativos.

Até hoje, cerca de 120 aposentados ainda não receberam os proventos de setembro. “Não vai ser o Ministério Público que vai dizer que tem que pagar quando não tem dinheiro. Todo mundo tem que dá a sua cota de contribuição. Inclusive, o servidor. Se não tiver dinheiro no mês que vem o caminho é o pagamento proporcional”, disse Luciano Duque, durante entrevista a uma emissora de rádio local, neste sábado (19).

Demonstrando irritação com o prolongamento do debate em torno do aumento da alíquota, o prefeito chegou a convocar a sociedade para defender a proposta e bater de frente com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintest). “A cota do servidor vai de 11% para 13,5%. A cota do governo vai de 12,75% para 22%. Mas este dinheiro não é meu, mas de todos que pagam impostos. A sociedade precisa reagir contra isto e protestar. Quem vai pagar  é o povo”, declarou.

O prefeito também não perdeu a oportunidade de alfinetar o seu principal desafeto nesta disputa: o vereador Sinézio Rodrigues (PT). Mesmo sem citar nomes, Duque foi objetivo. “Essas pessoas estão acostumadas a não falar a verdade sobre este assunto. Querem optar pelo caminho mais fácil para não discutir o problema. Outros, botam a cabeça no buraco como avestruz. Se não aumentar a alíquota a previdência entra em insolvência”, finalizou o prefeito.

Fonte: Nill Júnior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *