Monthly Archives: março 2016

Ingazeira registra chuva de 140 milímetros nesta segunda (21)

 
As chuvas voltaram ao Pajeú na noite desta segunda-feira. O recorde de chuvas pelo registro até o momento veio de Ingazeira, com 140 milímetros. “Açudes sangraram. Embora as estradas rurais tenham ficado danificadas, agricultores estão muito felizes., Foi a maior chuva dos últimos quatro anos”, disse ao blog o vereador Antonio de Pádua.
 
Segundo Celso Brandão para a Rádio Pajeú, choveu pela ordem de volume em Ingazeira, com incríveis 140 milímetros, Afogados da Ingazeira (32 mm), Iguaraci (20 mm), Itapetim, Itapetim e Santa Cruz da Baixa Verde (13 milímetros), Carnaíba (12 mm), Flores (11,3), Calumbi (10,5 mm), Solidão (9,6), Triunfo (7,7 mm), Quixaba (4 mm), São José do Egito (3,5 mm), Brejinho (3 mm) e Serra Talhada, com apenas 0,1 mm.
 
O Internauta Repórter Mimi Veras, filho do ex-prefeito Zito, enviou belas imagens da área na terra Mãe do Pajeú, esta manhã, com muitas áreas rurais totalmente alagadas pela chuva, em cena da qual a muito não tínhamos registro. No Sítio Vitória, onde ele está, fica entre Ingazeira e Santa Rosa. Lá choveu mais de 106,6 milímetros. Deixa a chuva cair!
 
Fonte: Nill Júnior
 

Decisão de seguir de Santa Rosa para Serra Talhada abortou ” Operação Chuveiro” em Ingazeira

ac-260-86-precos-duchas-23

 

POR NILLJÚNIOR

Em uma visita como a de Paulo Câmara à região, algumas situações passam despercebidas do grande público. Em Ingazeira, este blogueiro acompanhou uma delas. Pela programação oficial, o governador seguiria de Santa Rosa para Ingazeira, onde formalmente inauguraria o início da distribuição de água em Ingazeira e Iguaracy.  O ato consistia em uma simples abertura de um chuveiro à frente da Compesa local, no centro.

Havia apreensão do staff do governo sobre a eficácia do chuveirinho. ” Vamos testar. Imagina se o governador abre o chuveiro e não sai água? ” Foi o que externou apreensivo um dos responsáveis pelo aparato ao governador. Mas tudo ok, a água descia sem problemas.

Para aquele simples ligar de torneira, houve uma força tarefa. Funcionários e a Gerência não dormiram direito, porque como em todo teste, houve estouramentos antes da água chegar à caixa que abastece a cidade. Outra preocupação era já distribuir água aos bairros, porque havia receio de que, ainda sem água, alguns moradores fossem reclamar com o governador.

” Vamos testar de novo liga aí pra ver se tem água! ” O chuveirinho tinha água sem problema. No local, um banner trazia detalhes da operação para levar água as cidades. Ao lado, uns dez meninos já doidos pra tomar banho no chuveiro, após ligado. Poderia até render boa foto para as matérias da Assessoria do governador.

E o servidor da retaguarda avisa pelo rádio: ” chuveiro testado, tudo pronto “. Não durou um minuto, chega o aviso pelo rádio da equipe: “o governador segue de Santa Rosa para Serra Talhada, copiado?” Decidiram que seria melhor seguir mais cedo para Serra Talhada, de onde iria e um vôo com comitiva para o Recife.  Pronto… estava abortada a “Operação Chuveiro”.

Habilitação é exigida para condutores de cinquentinhas

CINQUENTINHA-GUINCHO

 

Quem dirigir ciclomotor sem habilitação, a partir de hoje, será multado. Agora para conduzir o veículo é preciso da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria A, ou Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC).  A infração é considerada gravíssima, com valor de R$ 574,62, ou seja, R$ 191,54 multiplicado por três, com base no artigo 162 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Numa parceria entre a Operação Trânsito Seguro (OTS), do Detran, e a Operação Corredor Periférico, do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), foi realizada hoje, blitz no Recife e Região Metropolitana, exigindo a habilitação. Os condutores não habilitados que forem parados nas blitzs terão que solicitar uma pessoa habilitada para levar o veículo. Se isso não acontecer, o ciclomotor será apreendido.

Quanto ao emplacamento e licenciamento, o diretor presidente do Detran, Charles Ribeiro, informou que o prazo para emplacar e licenciar ciclomotores foi prorrogado para o dia 31 de março de 2016 – data em que o Detran vai implantar o ciclomotor nas provas práticas realizadas no pátio de provas do Órgão.

Para isso, o proprietário deverá pagar a taxa de primeiro emplacamento de R$ 70,67 e o Seguro Obrigatório – DPVAT, no valor de R$ 130,00. O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), com potência inferior a 50 cilindradas (cinquentinhas) é de 1% do valor venal. O Detran, de 11 de agosto de 2015 até agora, emplacou 27.946 “cinquentinhas”.

Eu me senti prisioneiro hoje, desabafa Lula

Se quiseram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo, afirmou Lula na coletiva / Foto: Reprodução TV Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, alvo da Operação Aletheia, ápice da Lava Jato, afirmou que se sentiu “prisioneiro hoje”. Na manhã desta sexta-feira (4), o petista foi conduzido coercitivamente – quando o investigado é levado para depor e liberado – pela Polícia Federal. Lula prestou depoimento por mais de três horas em uma sala no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

“A minha indignação é pelo fato de 6 horas da manhã terem chegado na minha casa, vários delegados, aliás, muito gentis, não sei se são sempre assim, mas muito gentis, pedindo desculpas, que estavam cumprindo uma decisão judicial e a decisão era do juiz Moro”, declarou Lula em entrevista coletiva na sede do PT.

No discurso, o ex-presidente criticou a imprensa pelo que considera um “espetáculo midiático” e disse que “hoje quem condena as pessoas são as manchetes”.

“Eu me senti ultrajado, como se fosse prisioneiro, apesar do tratamento cortês do delegado da Polícia Federal. Se quiseram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo. A jararaca tá viva, como sempre esteve”, afirmou.

Lula disse que o juiz Sérgio Moro, que conduz a Lava Jato, poderia tê-lo intimado. “Poderia ter mandado um comunicado. ‘Ô seu Luiz Inácio, quer prestar depoimento em Curitiba?’ Eu gosto de Curitiba, eu poderia ir lá em Curitiba. Assim me facilitava, não precisava pagar uma passagem para ir a Curitiba. Poderia me convidar em Brasília. Eu ia”, disse.

“Eu me senti prisioneiro hoje. Eu, sinceramente, já passei por muita coisa na minha vida, não sou homem de guardar ressentimento, guardar mágoa, mas não pode continuar assim.”

Para a Procuradoria, “há evidências de que o ex-presidente Lula recebeu valores oriundos do esquema Petrobras por meio da destinação e reforma de um apartamento tríplex e de um sítio em Atibaia, da entrega de móveis de luxo nos dois imóveis e da armazenagem de bens por transportadora. Também são apurados pagamentos ao ex-presidente, feitos por empresas investigadas na Lava Jato, a título de supostas doações e palestras.

“Eu acho que eu merecia um pouco mais de respeito neste País.”

Fonte: NE10.COM