Monthly Archives: dezembro 2019

Ana Arraes intervém e pede que João Campos respeite Antônio Campos

Segundo matéria publicada no blog de Jamildo, nesta quinta-feira (12), a ministra Ana Arraes mandou um recado duro para o neto João Campos, deputado federal, depois que ele criticou o tio, Antônio Campos, presidente da Fundaj e aliado de Bolsonaro, em debate sobre educação com o ministro, na Câmara dos Deputados.

“Não admito grosseria. Você está desrespeitando sua avó. Você está dividindo a família sem razão. Antonio Campos é muito inteligente e trabalhador. Liderança se consegue construindo. O desrespeito fica para quem não tem argumentos”.

“Eu não vou admitir agressões suas contra Tonca. Ele nunca lhe agrediu”.

Segundo o blog de Jamildo, Ana Arraes autorizou a publicação das falas.

Entenda a polêmica

Em sua publicação, o blog de Jamildo explica a polêmica: O deputado federal João Campos (PSB-PE) criticou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, e o presidente da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), Antônio Campos, que é tio dele. A fala foi durante a participação de Weintraub em uma reunião da Comissão de Educação da Câmara, nessa quarta-feira (11).

João Campos primeiro fez um discurso em defesa das universidades federais e questionando o trabalho do ministro na pasta. “O senhor diz que é bom de gestão, então por que não entregou o planejamento estratégico do MEC?”, disse. Outros deputados falaram em seguida.

Weintraub, então, respondeu a João Campos. O ministro negou que seja um “vetor do mal” na área e enfatizou que Antônio Campos, tio do deputado, atua no ministério.

“Eu nem relação eu tenho com ele. Ele é um sujeito pior que você”, interrompeu João Campos, pegando o microfone. Parlamentares chamaram a atenção dele, afirmando que não poderia haver apartes ou comentários à declaração do ministro.

O ministro foi convocado à Comissão de Educação para explicar a declaração de que haveria produção de drogas nas universidades federais, feita no fim de novembro, em entrevista.

Em resposta ao sobrinho, Antônio Campos questionou o PSB. “O jovem deputado deveria estar cobrando da Prefeitura do Recife mais rigor na contratação da merenda e dos kits escolares. Fazer primeiro o dever de casa em sua terra”, disse.

João Campos é o provável candidato socialista à sucessão de Geraldo Julio na capital pernambucana.

Antônio Campos ainda saiu em defesa de Weintraub, afirmando que o ministro “demonstra uma firmeza de propósito e uma grande coragem em fazer prevalecer a lógica da educação pública e do interesse público em detrimento de interesses menores corporativistas e patrimonialistas”.

O irmão do ex-governador Eduardo Campos (PSB) assumiu a presidência da Fundaj por indicação do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

Candidato à prefeitura de Olinda em 2016, ele deixou o partido no ano seguinte. Antônio Campos acusou a legenda de não dar apoio à sua campanha e passou a criticar a mãe de João, Renata Campos. Pelo Podemos, foi candidato a deputado estadual em 2018, mas recebeu 3.658 votos e não foi eleito.

Três serra-talhadenses presos na maior apreensão de cocaína da historia do Piauí

Helicóptero usado na ação pelos criminosos

Primeira mão

A Polícia  Civil do Piauí apreendeu uma quantidade de R$ 12 mil, duas aeronaves e mais de uma tonelada de cocaína pura na tarde desta terça-feira (10).

Sete pessoas foram presas em dois hotéis e em uma quitinete na Zona Norte de Teresina. A apreensão dos entorpecentes aconteceu em diversos pontos da capital. Segundo a Secretaria de Segurança, trata-se da maior apreensão de cocaína na história do estado.

A Secretaria de Segurança do Piauí informou que foram apreendidos quatro veículos. Em relação as aeronaves, elas foram localizadas em um aeroporto privado no município de Timon, no Maranhão. Em seguida, o helicóptero e o bimotor foram levados para o hangar do Governo do Piauí. De acordo com o secretário de segurança, Fábio Abreu, o grupo pretendia lucrar em torno de R$ 25 milhões com os entorpecentes.

Dos suspeitos presos, três deles são pilotos das aeronaves. Os demais, conforme as investigações, participavam da locação de sítios. Os homens são dos estados da Bahia, Pernambuco, Pará e Piauí.

“Foram presas sete pessoas, quatro pilotos de aeronaves e outros três homens que faziam o acompanhamento e participavam do setor de logística, ou seja, faziam a locação de sítios. Um dos sítios eles chegaram a alugar por R$ 10 mil. Os presos são do Pará, Pernambuco e Bahia. Nós temos um piauiense que, segundo ele, trabalhava em um garimpo e ajudava na locação dos espaços”, comentou o secretário de segurança, Fábio Abreu.

O Grupo de Repreensão ao Crime Organizado (Greco) divulgou os nomes dos presos que são: André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, Alexandre Vagner Ferraz, Alexandro Vilela de Oliveira, Vagner Farabote Leite, Renato Solon Gondim Magalhães, João da Cruz Marques e Alexandre Barros Pereira de Meneses.

De Pernambuco,  três são serra-talhadenses. Alexandre Vagner FerrazRenato Solon Magalhães e Alexandre Barros Pereira de Menezes, este último sobrinho do ex-prefeito Carlos Evandro. Renato Solon é sobrinho de Sandra Magalhães,  prefeita de Calumbi. Justamente por isso na cidade e região,  há muita surpresa com a informação. Não pairavam suspeitas sobre eles na cidade.

Participaram da operação o Greco, a Delegacia de Entorpecentes (Depre), Divisão de Operações Especiais (DOE) e o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Estado.

Fonte: Blog do Nill Júnior

“Pernambuco precisa sair da série C do investimento no Nordeste”, defende Armando Monteiro

O líder empresarial e ex-senador Armando Monteiro Neto avalia como graves os desequilíbrios econômicos e financeiro do Estado de Pernambuco.

Segundo ele, o governo estadual perdeu a capacidade de investir em serviços essenciais, a exemplo do que acontece nas áreas de saúde e educação, e na infraestrutura, principalmente na malha rodoviária do Estado.

Armando apresenta dados do Ranking de Competitividade dos Estados feito pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a Tendências Consultoria Integrada e a Unidade de Inteligência da revista The Economist.

O estudo mostra Pernambuco na última posição dentre os Estados nordestinos no indicador Investimento Público/Receita Corrente Líquida (3,7%). Significa que Pernambuco, com cerca de R$ 870 milhões, investe menos que estados com economias menores, a exemplo de Alagoas (R$ 970 milhões) e Maranhão (R$ 1,4 bilhão). Para se ter uma ideia do volume insuficiente de investimento público em Pernambuco, o Ceará investiu o triplo em valores absolutos, alcançando R$ 2,9 bilhões.

Para destacar ainda mais a realidade dos números em Pernambuco, Armando cita a classificação de risco do Tesouro Nacional para a obtenção de investimentos:

“Pernambuco foi rebaixado e recebeu nota C na classificação do Tesouro Nacional. Com isso não tem acesso a financiamentos, a novos empréstimos”, diz Monteiro. “O Estado nem tem poupança própria para investir nem tem acesso a recursos externos com aval do Tesouro porque sua nota é C na classificação de risco. É preciso sair da série C para voltar a investir na rede hospitalar, completamente deteriorada, como é possível perceber, por exemplo, na situação do Hospital Getúlio Vargas e da Faculdade de Odontologia”, destacou.

Armando Monteiro mostra-se especialmente preocupado com a deterioração da infraestrutura por falta de investimentos. “Malhas viárias fundamentais para o desenvolvimento de Pernambuco, como a BR-232, precisam de reparos urgentes”, alerta, acrescentando: “Mas nem o governo faz o que deve ser feito nem pode investir em algo novo, como expandir a 232 ainda mais para o interior”.

Conforme avaliação do Tesouro Nacional, Pernambuco perdeu capacidade fiscal e foi rebaixado no Nordeste, ficando atrás de estados de menor peso econômico, como o Ceará, Alagoas, Piauí e Paraíba. “Precisamos recuperar a capacidade fiscal do Estado, cuidar do presente, ou seja, reequilibrar as contas públicas, para poder enfrentar os imensos desafios que temos noutras áreas, investir em educação, na formação das pessoas e na infraestrutura”, salienta.

Para Armando, sem equilíbrio fiscal, Pernambuco fica parado, impedido de dar seguimento a projetos fundamentais para destravar o seu futuro, entre eles, o arco metropolitano e as obras de infraestrutura hídrica paradas. Além delas, outras ações permanecem travadas. “Falta articulação para retomar a ferrovia Transnordestina, mas falta também criar um ambiente de negócios melhor para o micro e pequeno empreendedores, que fazem a força da economia de Pernambuco e precisam de menos burocracia e mais acesso acredito”, concluiu.

Mercado Turístico abrirá aos domingos para compras de fim de ano dos petrolinenses

O mês de dezembro chegou e as compras para as festas de Natal e Réveillon já fazem parte da tradição dos petrolinenses. E para facilitar essas compras e incentivar o comércio, a Prefeitura de Petrolina decidiu estender o funcionamento do Mercado Turístico. O equipamento vai funcionar também aos domingos, durante todo esse mês, no horário de 8h às 12h.

A iniciativa foi acordada entre os permissionários do mercado e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur). De acordo com o diretor de feiras, Tony César, a intenção é, além de dar apoio aos comerciantes que têm o espaço como fonte de renda, facilitar as compras, principalmente, para os clientes que não têm disponibilidade durante a semana.

“Entendemos a importância do período para o comércio e por isso,  estamos sempre dialogando com os comerciantes. A intenção deste horário especial é para que quem trabalha durante a semana, possa aproveitar o domingo para comprar, isso vai ajudar as vendas”, explica.

Durante a semana, o horário de funcionamento do Mercado Turístico é de segunda a sexta, das 7h às 18h e aos sábados das 7h às 14h30.

Armando fortalece PTB para disputa municipal de 2020

Agenda inclui conversas com segmentos sociais e mais de 130 lideranças de 45 municípios

Manter a presença em municípios estratégicos do Estado, a exemplo de Igarassu, Ipojuca e Garanhuns, e ampliar a força do partido por todas as regiões, elegendo um número significativo de prefeitos e vereadores.

É este o projeto do PTB de Pernambuco para as próximas eleições municipais, e que tem sido construído sob a liderança do presidente de honra do partido, o ex-senador Armando Monteiro Neto.

Nas últimas semanas, Armando tem conduzido um processo intenso de reuniões e filiações, realizando também encontros ampliados com lideranças regionais e representantes de segmentos da sociedade.

Para se ter uma ideia, nos últimos meses foram realizados encontros com mais de 130 lideranças de 45 municípios. Os novos petebistas se somam às 50 pré-candidaturas majoritárias já definidas pela sigla, das quais 09 tentam a reeleição e 04 a sucessão.

O presidente estadual do PTB, José Humberto, destaca que o partido tem sido procurado e também está em contato permanente com lideranças alinhadas com bandeiras do partido já aprovadas nos municípios comandados por prefeitos petebistas.

 “O PTB tem compromisso com o desenvolvimento econômico dos municípios, com o crescimento regionalmente equilibrado do Estado, onde as oportunidades de geração de emprego e renda sejam proporcionadas para a população dentro de suas próprias cidades. Aliado a isto, temos gestões que são referência em qualidade na prestação de serviços públicos”, afirma José Humberto.

O presidente de honra do partido, Armando Monteiro, reforça que irá dar continuidade aos encontros com lideranças para fortalecer o partido e para discutir as melhores opções de projeto para os municípios pernambucanos.

“Em 2020, o PTB terá os melhores nomes e projetos para os novos desafios que se apresentam para o desenvolvimento dos municípios”, conclui.